Brasil

Turismo LGBT é discutido em Conferência Estadual de Sergipe

De acordo com o o secretário de Turismo, a Setur já vem desenvolvendo uma política séria para a segmentação do turismo LGBT em Sergipe

Aracaju é a sede da II Conferência Estadual LGBT, durante os dias 4 e 11 de novembro. O evento, que acontece no auditório da OAB/SE, está sendo coordenado pela Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e da Cidadania e teve como palestrantes a vice-presidente do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (CNCD-LGBT), Irina Bacci, do secretário de Turismo de Sergipe, Elber Batalha, do professor e ex-deputado federal, Iran Barbosa, Mario Leony, delgado de Polícia de Homicídios, Georlize Teles, delegada de policía, e do secretário de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania Luís Eduardo Oliva.

Segundo o secretário de Turismo, Elber Batalha, o evento merece destaque e o grupo LGLBT permite uma maior visibilidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais no estado. “Essa conferência mobiliza poderes como a imprensa, o governo estadual, representantes dos poderes legislativo e judiciário e sociedade civil organizada, mostra uma sensibilidade maior para elaboração de propostas de políticas públicas para o segmento. Ganha o estado, com eventos deste porte e, principalmente, os sergipanos na formação de uma sociedade mais justa e sem discriminações”, ressalta.

De acordo com Elber, a Secretaria de Turismo já vem desenvolvendo uma política séria para a segmentação do turismo LGBT em Sergipe. “Trabalhamos com vários grupos ligados a este movimento com o intuito de desenvolver o turismo LGBT em Sergipe. Procuramos mostrar nas feiras que participamos os nossos roteiros turísticos para o público LGLBT e somos constantemente alvo de publicações em revistas e jornais que falam exclusivamente do turismo para este grupo”, disse, informando também que pesquisas realizadas pelo Mistério do Turismo mostram que os LGBTs formam um novo grupo turístico que mais cresce no mundo. “E eles estão constantemente sedentos em conhecer outros paraísos como é o caso de Sergipe”, conta.

A vice-presidente da CNCD, Irina Bacci, que é um órgão colegiado, integrante da estrutura básica da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), exaltou as qualidades de Sergipe como roteiro turístico para este setor. “Sergipe apresenta todas as qualidades para ter um turismo LGBT, com qualidade e beleza. Acredito que, fazendo uma política com uma boa estratégia para fortalecer este turismo, o estado só terá a ganhar, pois beleza e aparelhos turísticos de qualidade aqui já têm”, disse.

Eixos Temáticos
Durante a II Conferência estadual LGBT serão promovidas várias mesas redondas com eixos temáticos específicos, tais como “Políticas Públicas para o enfrentamento a Violência ao Público LGBT”, tendo como Palestrante Mário Leony – Delegado do Departamento de Homicídios e como Debatedora Georlize Teles – Delegada dos Delitos de Trânsito. “Diretrizes para Implementação de Políticas Públicas para População LGBT” será o tema a ser apresentado pelo secretário Luiz Eduardo Oliva, tendo como debatedora a secretária Especial de Políticas para as Mulheres, Maria Teles Santos. Ao final da Conferência serão eleitos 16 Delegados estaduais que representarão Sergipe na II Conferência Nacional de Políticas Públicas e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – LGBT, sendo 10 representantes da sociedade civil e seis representantes do poder público.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo