Política

Câmara autoriza escolta em todo o país para o deputado David Miranda

Marido do jornalista Glenn Greenwald, o deputado federal teve a proteção negada pelo governador do Rio, Wilson Witzel.

Deputado federal David Miranda do PSOL-RJ. (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)
Deputado federal David Miranda do PSOL-RJ. (Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados)

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), concedeu o direito à escolta da Polícia Legislativa ao parlamentar David Miranda (PSol-RJ), marido do jornalista Glenn Greenwald. A proteção vale por todo o território nacional, segundo informação da colunista Bela Mégale, do jornal O Globo.

Em agosto, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), negou solicitação da Câmara dos Deputados para que o estado fornecesse escolta a Miranda quando estivesse no Rio. Em contrapartida, o PSol fez o pedido ao presidente da Casa.

Miranda encaminhou denúncias de ameaças de morte, muitas com teor homofóbicos, à Polícia Federal. O parlamentar havia feito denúncia-crime em 13 de março sobre a situação, após assumir a vaga de deputado, em substituição a Jean Wyllys. Na época, o antecessor, eleito em 2018, desistiu do posto também por ameaças.

Conforme relato de Miranda, depois da divulgação de mensagens entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e procuradores do Ministério Público Federal (MPF) — série de reportagens conhecida como Vaza Jato —, as ameaças se intensificaram. O material foi obtido pelo The Intercept Brasil por fonte anônima.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo