Economia

Clientes LGBT tentam cancelar matrícula na SmartFit após dono ser alvo em inquérito das fake news

Internautas inundaram grupos e publicações da rede com críticas.

Alunos da SmartFit tentam cancelar matrícula após CEO ter sigilo quebrado em inquérito das fake news. (Foto: Reprodução)
Alunos da SmartFit tentam cancelar matrícula após CEO ter sigilo quebrado em inquérito das fake news. (Foto: Reprodução)

Clientes da SmartFit inundaram publicações da empresa no Instagram e em grupos LGBT na internet afirmando que cancelaram ou cancelarão suas matrículas nas academias da rede, depois de o dono da empresa, Edgard Corona, ser alvo de uma operação para investigar o impulsionamento de fake news pró Bolsonaro.

“O CEO financia fake news??? Deixando de seguir… perdeu uma cliente”, disse uma usuária, num vídeo sobre exercícios.

“Envolvidos com discurso de ódio e fakenews. Bom saber. Nunca mais serei cliente desta rede”, afirmou outro internauta.

Muitos reclamam de não conseguir contato com a Smartfit e por isso não conseguem fazer o cancelamento.

Durante a campanha eleitoral de 2018, Edgard Corona era um dos principais empresários que apoiaram financeiramente a campanha do então candidato Jair Bolsonaro, gerando uma onda de cancelamentos de clientes LGBT.

Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo