Rio de Janeiro

Polícia prende transexual que aplicava silicone industrial em outras trans no RJ e MG

Ela fazia as aplicações nas residências das clientes, mesmo sem ter habilitação para realizar procedimentos invasivos.

Polícia prende transexual por aplicação de silicone industrial em glúteos de pacientes no RJ e MG. (Foto: Divulgação/PCERJ)
Polícia prende transexual por aplicação de silicone industrial em glúteos de pacientes no RJ e MG. (Foto: Divulgação/PCERJ)

A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta segunda-feira (31), uma transexual que aplicava silicone industrial em domicílio no Rio de Janeiro e Minas Gerais. Com cerca de cinco mil seguidores nas redes sociais, ela confessou que atua no ramo há mais de dez anos, segundo a corporação.

Danyella Morenno, como era conhecida, era contratada pelas redes sociais para injetar silicone nos glúteos de clientes. De acordo com a polícia, a maioria do público era composta por mulheres trans profissionais do sexo.

Além de não ter habilitação para realizar procedimentos invasivos, ela utilizava materiais impróprios para humanos, segundo a corporação.

A investigação levou os agentes até a identificação e ao endereço onde os produtos estavam estocados, em Nilópolis, na Baixada Fluminense.

No local, os policiais apreenderam seringas cirúrgicas, anestésicos e tubos de silicone industrial. Todos eram impróprios para uso.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo