Política

Lula pede respeito com LGBT em primeira fala após ter condenações da Lava Jato anuladas

Ex-presidente deu entrevista coletiva e discursou nesta manhã no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernado do Campo.

Lula durante pronunciamento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, no ABC, nesta quarta-feira (10). (Foto: Andre Penner/AP)
Lula durante pronunciamento na sede do Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, no ABC, nesta quarta-feira (10). (Foto: Andre Penner/AP)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pediu respeito com a população LGBT na primeira coletiva após a anulação das condenações na Lava Jato, nesta manhã, no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

“Quero ajudar a construir um mundo justo, um mundo mais humano, um mundo em que a mulher não seja tripudiada por ser mulher, um mundo em que as pessoas não sejam tripudiadas por aquilo que querem ser, um mundo em que a gente venha abolir definitivamente o maldito preconceito racial nesse país. Um mundo em que os jovens possam transitar livremente pelas ruas de qualquer lugar sem a preocupação de tomar um tiro, um mundo onde as pessoas possam ser felizes onde quiserem ser, que as pessoas sejam o que elas decidirem. Um mundo onde a gente tem que respeitar a regiolisidade de cada um… As pessoas podem ser LGBT e agente tem que respeitar o que elas fazem”, falou Lula no final do discurso de quase uma hora e meia.

Assista trecho da fala:

Mostre mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo